Um antigo proprietário de uma empresa na Espanha foi condenado a seis meses de prisão depois de oferecer o hicroclorofluorcarbono (HCFC) R-22 para venda na internet.

O Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (Pnuma) informa que o indivíduo foi condenado em janeiro pelo tribunal da província de Madri.

Além da pena de prisão, ele também foi multado e proibido de participar de qualquer atividade comercial relacionada com refrigeração ou ar condicionado por seis anos.

Após o fechamento de sua empresa, em 2012, o empresário decidiu vender o restante de seus equipamentos e materiais, e ofereceu um cilindro refrigerante de 60 kg de R-22 na internet. Segundo a justiça espanhola, ele estava ciente de que a venda desse refrigerante é ilegal na Europa.

Cilindo de R-22 apreendido pela polícia espanhola

O anúncio foi visto pela polícia em janeiro de 2013, que se ofereceu para comprar o R-22 sob um nome fictício. Em seguida, o cilindro foi apreendido e destruído, por determinação judicial.

O caso foi um dos inúmeros que surgiram durante as investigações policiais em 2012 e 2013 sobre um possível comércio ilegal de substâncias que destroem o ozônio, com foco nos refrigerantes oferecidos para venda na rede mundial de computadores.

Foram identificados vários anúncios de websites oferecendo HCFCs e até mesmo CFCs para recarregar equipamentos de refrigeração. Ao todo, foram descobertas 13 infrações legais e apreendidas grandes quantidades de refrigerantes, em particular o R-22.

Em 2014, outras investigações descobriram cerca de 20 anúncios de R-22 em diferentes sites. Isso resultou na tomada de medidas contra quatro pessoas a apreensão de seis cilindros contendo, no total, 62 kg de gás.


 

DEIXE SEU COMENTÁRIO