Brasil, segunda-feira, 21 de agosto de 2017

Supermercados holandeses economizam 8% de energia com o R-449A

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr +

Um ambicioso programa corporativo de corte de emissões de carbono da rede Ahold, iniciado em setembro de 2014, vem resultando numa série de benefícios econômicos e ambientais para o varejista holandês, que já substituiu os hidrofluorcarbonos (HFCs) R-407F e R-507A dos sistemas de refrigeração instalados em 175 lojas por um fluido à base de hidrofluorolefina (HFO).

Para realizar essa conversão tecnológica, o supermercadista escolheu o Opteon XP40 (R-449A), refrigerante não inflamável e de baixo impacto climático desenvolvido para a substituição dos HFCs em equipamentos comerciais e industriais de baixa e média temperatura.

Segundo a Chemours (antiga DuPont Refrigerantes), o Opteon XP40 também pode ser usado em novas instalações e até em retrofits do hidroclorofluorcarbono (HCFC) R-22, que está sendo banido do mercado mundial, devido aos danos que causa à camada de ozônio e ao seu potencial de aquecimento global (GWP, na sigla em inglês).

De acordo com a Ahold, a decisão de converter seus equipamentos de refrigeração para operar com o gás R-449A, cujo GWP é 67% menor que o do R-404A, foi tomada depois de uma avaliação inicial, no qual o novo refrigerante apresentou desempenho superior ao dos HFCs substituídos.

O supermercado informa que a série de testes realizados comprovou que houve aumento de 8% na eficiência energética dos sistemas, e que todo o investimento nos retrofits se pagaria em menos de cinco anos.

opteon-xp40-supermercado-2

Segundo cálculos do varejista europeu, investimento em retrofit com Opteon XP40 vai se pagar em menos cinco anos

“Ao recebermos esses resultados, validamos completamente a nossa decisão de aplicar o Opteon XP40”, disse M.M.A. de Rooij, da Ahold. “Por ser um refrigerante de baixo GWP, sabíamos que o XP40 iria nos fornecer benefícios ambientais. Contudo, fatores como as economias de custo e o retorno sobre o investimento feito para que pudéssemos atender as regulações crescentes, somados à melhoria do desempenho dos nossos sistemas de refrigeração, superaram nossas expectativas e fundamentaram a nossa escolha”, explicou.

Com base nos pedidos atuais e nos testes de produto feitos pelos consumidores, a Chemours estima que o novo fluido será usado em mais de mil supermercados e sistemas de refrigeração comercial em todo o mundo até o final deste ano, inclusive no Brasil.


 

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Compartilhe.