Após substituir o R-404A pelo Opteon XP40 (R-449A), uma loja da rede de supermercados britânica Waitrose, localizada em Holsworthy, alcançou economia média de 7% de energia em suas instalações frigoríficas.

Devido às regulações ambientais europeias acerca dos gases fluorados com efeito estufa, o varejista tem colocado em prática, desde 2010, um ambicioso plano para reduzir a pegada de carbono de suas 336 unidades em operação.

Segundo a companhia, o elevado nível de emissões indiretas e diretas dos sistemas de refrigeração nesses estabelecimentos torna essa área um dos alvos principais de melhorias. Nesse contexto, o novo refrigerante se destaca, pois, além de aumentar a performance energética das instalações do gênero, seu potencial de aquecimento global (GWP, na sigla em inglês) é de 1.397, índice 65% menor que o GWP do R-404A.

Opteon XP40 baixa

Potencial de aquecimento global (GWP) do Opteon XP40 é 65% menor que o do R-404A

Por isso, muitos dos principais fabricantes de compressores do mundo já aprovaram a utilização do composto à base de hidrofluorolefina (HFO) como substituto dos hidrofluorcarbonos (HFCs) em seus equipamentos. Segundo a Chemours, empresa que desenvolveu sua molécula, o R-449A ainda pode ser utilizado na substituição do R-22.

No caso da Waitrose, o retrofit do R-404A foi realizado em dois racks de alta temperatura e um rack de baixa temperatura fabricados em 2004, dotados de compressores Copeland Scroll, da Emerson Climate Technologies.

“Não houve necessidade de trocar componentes ou óleo, e os parâmetros semelhantes de operação [do novo fluido] tornaram o procedimento muito simples e rápido”, revela Paul Blanch, gerente sênior de soluções para o varejo da Emerson no Reino Unido.

A equipe técnica envolvida no trabalho fez o retroajuste do primeiro sistema na noite de 12 de julho do ano passado, e os outros dois foram adaptados nas duas noites consecutivas, ou seja, sem interromper o expediente da loja.


 

Comente: