Brasil, terça-feira, 17 de outubro de 2017

Trane adota novos refrigerantes com baixo GWP

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr +

A Trane, marca da Ingersoll Rand, está expandindo o portfólio da linha de chillers CenTraVac nos Estados Unidos e Canadá, com a introdução de modelos que utilizam fluidos refrigerantes de baixo potencial de aquecimento global (GWP, na sigla em inglês).

Embora eficiente, o R-123, fluido utilizado atualmente nesses equipamentos, está sendo reduzido, uma vez que se trata de um HCFC com previsão de eliminação pelo Protocolo de Montreal. Nos EUA, essa substância poderá ser utilizada para manutenção de equipamentos existentes e exportações até 2030, por exemplo.

Por isso, a companhia lançará, em 2017, uma máquina de baixa tonelagem para mercados como o de escritórios e prédios públicos, tanto com o atual R-123, quanto com o novo Opteon XP30 (R-514A), um refrigerante de baixo impacto climático desenvolvido pela Chemours.

O R-514A é considerado um substituto potencial para o R-123 e combina HFO-1336mzz(Z) com trans-1,2-dicloroetano, um gás não utilizado em refrigerantes anteriormente. Assim como o R-123, o Opteon XP30 possui classificação de toxicidade B1, mas com um GWP de apenas 2.

Dave Regnery, presidente comercial de HVAC da Ingersoll Rand na América do Norte, Europa, Oriente Médio e África, declarou estar satisfeito em trazer novas opções aos clientes, para que eles possam atingir suas metas de construções, negócios e sustentabilidade sem comprometer a segurança, a performance e a eficiência.

“Nós equiparamos conhecimento técnico e aplicações com novas ofertas de fluidos refrigerantes e serviços para oferecer a eficiência e a confiabilidade que o mercado espera”, salienta o executivo.

Visando flexibilizar, a empresa também vai disponibilizar uma opção de serviço que requer retrabalho mínimo para converter os chillers CenTraVac existentes com R-123 para o Opteon XP30.


DEIXE SEU COMENTÁRIO

Compartilhe.