O tamanho do mercado global de sistemas de climatização com fluxo de refrigerante variável (VRF) foi avaliado em US$ 11 bilhões em 2015. Segundo um relatório da Markets and Markets, o segmento deverá crescer a uma taxa média anual composta de 11,4% nos próximos seis anos, atingindo valor de US$ 24 bilhões em 2022.

Eficiência energética, facilidade de instalação e manutenção e menor impacto ambiental da tecnologia, em função do uso de refrigerantes de baixo potencial de aquecimento global (GWP), são os principais fatores que impulsionam a demanda por esse tipo de ar-condicionado, aponta o documento.

De acordo com a consultoria, os sistemas VRF de ciclo reverso (bomba de calor) devem registrar a maior taxa de crescimento durante esse período avaliado, devido à sua capacidade de resfriar ou aquecer múltiplos ambientes de forma simultânea, com controle preciso e individual da temperatura.


 

Comente: