Oito toneladas do hidroclorofluorcarbono (HCFC) R-22, 56 milhões de cigarros e 668 quilos de cocaína estão entre os produtos apreendidos durante uma megaoperação internacional coordenada pelo Escritório Europeu Antifraude (conhecido pela sigla OLAF, em francês).

Batizada de “Renegade”, a operação tinha como alvo inicial o comércio de autopeças falsificadas, segundo o comunicado à imprensa distribuído pelo órgão da União Europeia (UE).

Entretanto, os agentes envolvidos conseguiram apreender nos portos do bloco econômico mais 400 mil produtos falsificados, incluindo goma de mascar, brinquedos, perfumes, fones de ouvido, aparelhos de jardinagem e óculos de sol.

O fluido refrigerante R-22, banido em função dos danos que causa à camada de ozônio, foi encontrado em dois carregamentos – um com 490 cilindros e outro com 100 cilindros – durante a operação em abril.

A origem dos refrigerantes não foi esclarecida, mas as investigações preliminares sugerem que os cilindros foram baldeados no Afeganistão e transportados para o Paquistão.

As autoridades europeias e asiáticas inspecionaram mais de 400 contêineres. A maioria dos portos europeus esteve envolvida na operação, que, ao longo de duas semanas, descobriu essa grande variedade de produtos falsificados.

“A Operação Renegade mostra o que pode ser alcançado quando autoridades aduaneiras, parceiros internacionais e indústria trabalham juntos para lutar contra o esse tipo de comércio”, disse o diretor do OLAF, Giovanni Kessler.

“Os produtos falsificados prejudicam os consumidores, lesam empresas legítimas e causam enormes prejuízos aos cofres públicos”, acrescentou.


 

 

DEIXE SEU COMENTÁRIO