Brasil, segunda-feira, 23 de outubro de 2017

Frios e congelados em alta

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr +

De acordo com a consultoria Euromonitor, as vendas de pratos prontos congelados vão crescer 85,4% entre 2013 e 2019, em todo o mundo. Pelo andar da carruagem, a previsão será cumprida. Recentemente, a empresa divulgou que as vendas desses alimentos cresceram 98% entre 2010 a 2015.

No Brasil, a participação dos alimentos resfriados e congelados no faturamento do varejo pode chegar a 25%, dependendo do porte e da localização do estabelecimento.

Diante da maior conveniência e variedade do mix de produtos voltados para um público composto, predominantemente, por mulheres que trabalham fora do lar e solteiros, a categoria cresce ano a ano.

“A praticidade fez dos alimentos que já vêm prontos numa preferência do consumidor moderno, cuja rotina agitada dos dias atuais o impede de preparar suas refeições da maneira convencional na maior parte da semana”, avalia o economista e técnico em abastecimento Neno Silveira.


 

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Compartilhe.