Brasil, terça-feira, 22 de agosto de 2017

EPA multa armazém frigorífico por risco de acidente com amônia

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr +

Os operadores de uma planta de distribuição de alimentos em Springfield, Massachusetts, concordaram em pagar US$ 184.717,00 e cumprir com os requisitos federais no uso de seu sistema de refrigeração à base de amônia. As informações são do site britânico Cooling Post.

Uma inspeção da Agência de Proteção Ambiental dos EUA (EPA, em inglês) no galpão da Performance Food Group identificou condições potencialmente inseguras relacionadas ao processo de refrigeração. Isto incluiu uma falha no plano de gestão de risco, por causa do armazenamento e manipulação de aproximadamente 10 mil libras (4.536 kg) de amônia anidra.

Segundo a EPA, a instalação já desenvolveu e protocolou um novo plano de gestão de riscos, e trabalhou rapidamente para entrar em conformidade com as exigências legais.

Nos EUA, são necessários planos de gestão de riscos para todas as instalações que utilizam determinadas quantidades de substâncias extremamente perigosas, a fim de ajudar as equipes de preparação e respostas a emergências químicas.

Estas regulamentações também exigem que as instalações previnam a liberação de produtos químicos no meio ambiente, projetando e operando seus processos de forma segura.

Como parte do acordo, a Performance Food Group foi obrigada a certificar que suas nove outras instalações nos EUA estão seguindo os padrões da indústria para cálculos de inventário de amônia e a apresentar planos de gestão de risco para as plantas que têm mais de 4.536 kg do fluido refrigerante tóxico.

Além disso, a empresa tem de fazer a revisão destas instalações para garantir que as medidas mínimas de segurança estejam sendo cumpridas.


 

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Compartilhe.