O novo relatório anual sobre gases do efeito estufa (GEE) elaborado pela agência norte-americana de meteorologia, oceanos, atmosfera e clima (NOAA, na sigla em inglês) informa que as atividades humanas incrementaram em 50% a concentração de dióxido de carbono no planeta nos últimos 25 anos, em relação os níveis pré-industriais.

O documento revela que a quantidade de carbono atmosférico atingiu, no ano passado, 399 partes por milhão (ppm). Do final da Idade do Gelo até o início da era industrial, essa concentração havia se mantido notavelmente estável em 278 ppm.

Segundo o estudo, as emissões de GEE ampliaram, desde 1990, em 30% os impactos do aquecimento global.


DEIXE SEU COMENTÁRIO