Brasil, terça-feira, 17 de outubro de 2017

Chemours, a nova DuPont Refrigerantes

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr +

A gigante bicentenária que dominou o mercado mundial de fluidos sintéticos por décadas se desfez dessa parte de seus negócios, dando origem, em 1º de julho do ano passado, a uma empresa independente chamada Chemours, nome cuja pronúncia é “quemúrs”.

A nova companhia, que nasceu com um faturamento de US$ 6,4 bilhões e oito mil colaboradores, herdou as marcas, as patentes, os projetos e a infraestrutura de pesquisa e inovação da antiga DuPont Refrigerantes.

“Já estamos conseguindo atingir nossos objetivos, especialmente no que diz respeito a dar um maior foco ao negócio de especialidades químicas, bem como ao reinvestimento de parte dos resultados financeiros em novos projetos desenvolvidos pela própria Chemours”, revela Renato Cesquini, gerente de fluorquímicos da subsidiária brasileira.

Para simplificar o portfólio e facilitar a identificação de seus produtos entre os profissionais de climatização e refrigeração, as marcas Isceon e Suva foram incorporadas à consagrada marca Freon.

A independência em relação à sua antecessora no mercado também levou a multinacional norte-americana a aprofundar o que chama internamente de Revolução Opteon, introduzindo seus compostos à base de hidrofluorolefinas (HFOs) em novos mercados, inclusive no Brasil, onde essa nova geração de fluidos de baixo impacto climático foi apresentada durante a última Febrava.

Segundo a empresa, a transição da logomarca da DuPont para a da Chemours nas embalagens de seus refrigerantes ocorrerá de forma gradual ao longo deste ano.


 

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Compartilhe.