A nova planta de Opteon YF (R-1234yf) da Chemours, localizada em Ingleside, no Texas, começou a ser construída. Prevista para entrar em operação no terceiro trimestre de 2018, a fábrica triplicará a capacidade de produção da hidrofluorolefina (HFO) que está sendo introduzida no mercado mundial como refrigerante substituto do R-134a em sistemas automotivos de ar condicionado.

A substância também é utilizada na formulação de outros produtos da ampla linha de fluidos de baixo potencial de aquecimento global (GWP, em inglês) desenvolvidos pela companhia, em resposta às crescentes regulações ambientais acerca dos gases de efeito estufa.

Segundo o comunicado distribuído à imprensa, a Chemours investirá US$ 230 milhões no empreendimento, que deverá ser a maior fábrica de HFO do mundo. Sua função será suprir a demanda em expansão na América do Norte e Europa, além da América Latina e outras regiões do globo.

“Já estamos observando a rápida adoção de nossos fluidos refrigerantes da família Opteon, e estimamos que até o final deste ano haverá mais de 50 milhões de carros nas ruas usando R-1234yf”, disse Paul Kirsch, presidente da área de fluorquímicos da empresa.

“Nossas projeções de mercado também sugerem que nossos fluidos Opteon poderão ser usados em mais de 10 mil supermercados e sistemas de refrigeração comercial até 2020”, ressaltou o executivo.


 

Comente: