Brasil, segunda-feira, 21 de agosto de 2017

Misturas entre HFCs e HFOs criam refrigerantes seguros e eficientes

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr +

Os hidrofluorcarbonos (HFCs), geração de fluidos refrigerantes sucessora dos hidroclorofluorcarbonos (HCFCs), continuarão a ser usados por mais algumas décadas no mercado, principalmente no setor de serviços.

Opteon XP40 baixa

Opteon XP40: novo refrigerante substitui o R-404A em sistemas de refrigeração comercial

Historicamente, três HFCs – R-134a, R-404A (ou R-507A) e R-410A – vêm atendendo a um amplo leque de aplicações no setor de refrigeração e ar condicionado. Mas as demandas de ordem ambiental têm impulsionado o uso de refrigerantes naturais e o desenvolvimento de compostos à base de hidrofluorolefinas (HFOs) para substituí-los.

Nesse cenário, o HFO-1234yf e o HFO-1234ze são exemplos de fluidos refrigerantes com índices baixíssimos de potencial de aquecimento global (GWP, na sigla em inglês), indicados para uso em sistemas automotivos e novos chillers, respectivamente.

As moléculas desses fluidos, porém, ainda têm custo elevado, quando comparadas às dos tradicionais HFCs, e apresentam restrições em algumas aplicações, além de serem levemente inflamáveis.

Entretanto, misturas entre HFOs e HFCs criam alternativas não inflamáveis e de baixo GWP que podem ser usadas nos sistemas existentes, necessitando somente, em alguns casos, de pequenas alterações nos equipamentos.

Os refrigerantes Opteon XP10 (R-513A), substituto do R-134a, e Opteon XP40 (R-449A), substituto do R-404A, por exemplo, são blends de R-134a e HFOs disponíveis comercialmente na Europa, EUA, Japão, México e, agora, no Brasil.

Opteon XP10 baixa

Opteon XP10 substitui o R-134a em sistemas de refrigeração doméstica e comercial

“As características ambientais dessa linha são superiores às dos HFCs e os custos envolvidos são relativamente baixos, quando necessário. O uso dessas substâncias ainda possibilita, em muitos casos, ganhos em eficiência energética, o que é um grande diferencial para os supermercados, por exemplo”, ressalta Renato Cesquini, gerente de fluorquímicos da Chemours no País (antiga DuPont Refrigerantes).

Segundo o gestor, o Opteon XP10 substitui o R-134a em sistemas de refrigeração doméstica e comercial, e o Opteon XP40 substitui o R-404A na refrigeração comercial. “Ambos já estão sendo introduzidos no mercado brasileiro por usuários finais. Inclusive, em breve, teremos o primeiro supermercado do País utilizando esses fluidos, o que será um marco para o segmento”, revela.

De acordo com a Chemours, lojas na Holanda realizaram o retrofit do R-507 pelo Opteon XP40 durante um procedimento que durou apenas quatro horas. “Todo o refrigerante antigo foi removido e substituído pelo novo fluido, o filtro secador foi trocado e não houve a necessidade de mudança de óleo lubrificante e selos”, informa Cesquini, destacando que, nesses casos, a economia de energia passou a ser da ordem de 3% a 7%.


 

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Compartilhe.