Um armazém frigorífico localizado em Vineland, Nova Jersey, poderá ser demolido em breve, devido a uma notificação de estrutura insegura que os fiscais do município insistem em querer aplicar aos proprietários do edifício.

No início do ano, a Agência de Proteção Ambiental dos EUA (EPA, na sigla em inglês) foi convocada para retirar 4,4 toneladas de amônia do sistema de refrigeração do local. A operação custou US$ 500 mil.

À época, os equipamentos frigoríficos foram encontrados em condições precárias, com excesso de gelo acumulado sobre as serpentinas de resfriamento. Em funcionamento desde 1922, o depósito vinha sendo usado para armazenar gelo e outros itens congelados, incluindo peixes.

Além de remover o fluido refrigerante tóxico, os técnicos envolvidos na ação preventiva instalaram um depurador químico em duas aberturas de descarga e retiram todos os produtos até então armazenados lá.

Os agentes também removeram e eliminaram cerca de 14 mil litros de água de degelo e aproximadamente 140 mil litros de salmoura encontrados no tanque da casa de máquinas, que estava em risco de colapso.


Foto: Reprodução/Cooling Post

 

Comente: