Brasil, segunda-feira, 23 de outubro de 2017

Austrália emite alerta de segurança após explosões de ares-condicionados

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr +

Uma série de incidentes durante manutenções de ares-condicionados que resultaram em queimaduras de trabalhadores levou o órgão regulador de normas de segurança e saúde do estado australiano de Nova Gales do Sul (SafeWork NSW) a emitir um relatório de alerta a respeito do assunto.

Nos casos relatados, os refrigeristas estavam usando maçarico oxiacetilênico para desmontar as conexões de cobre ao substituir o compressor. Apesar do uso do fluido não inflamável R-22, acredita-se que a pressão residual fez com que a mistura de refrigerante e óleo fosse liberada da junta do tubo, entrando em contato com a solda e iniciando os incêndios.

A agência informou que a solda oxiacetilênica é frequentemente usada pelos trabalhadores durante esse processo. Contudo, a prática pode ser extremamente perigosa se não forem tomadas medidas de controle apropriadas.

O alerta do SafeWork NSW adverte que o fluido irá permanecer em solução com o óleo do compressor, e aquecer ou agitar o sistema faz com que o refrigerante, ao evaporar, eleve a pressão.

Segundo o relatório, os profissionais devem recolher o fluido frigorífico antes de realizar serviços nos sistemas de refrigeração e ar condicionado, assegurar que o local esteja bem ventilado e utilizar cortadores de tubos. A solda oxiacetilênica deve ser utilizada apenas como último recurso e sob condições estritamente controladas, enfatiza o documento.


 

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Compartilhe.