Brasil, quinta-feira, 24 de agosto de 2017

Abrava divulga alerta sobre perigos dos gases inflamáveis

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr +

Após diversos relatos de acidentes causados pelo uso de refrigerantes inflamáveis em equipamentos que não foram projetados para funcionar com essas substâncias, a Associação Brasileira de Refrigeração, Ar Condicionado, Ventilação e Aquecimento emitiu um comunicado alertando sobre os perigos desse tipo de procedimento, tanto para os profissionais do setor quanto para os usuários desses sistemas.

13503032_966962770090694_8350407644903426876_o

Casos de acidentes com refrigerantes inflamáveis ganham repercussão nas redes sociais

“A preocupação é em relação às boas práticas e às normas de refrigeração e de segurança, uma vez que existe risco de explosão e queimaduras”, diz o documento, ressaltando que qualquer alteração no projeto original de um equipamento só deve ser feita após consulta ao seu fabricante.

A entidade ainda lembra que os refrigeristas devem checar a procedência dos refrigerantes antes da compra e reforça que “é importante utilizar fluidos classificados pela Ashrae, que trazem informações de flamabilidade e manuseio aprovadas e regulamentadas por esta instituição”.

Há pouco tempo, a Agência de Proteção Ambiental dos EUA (EPA, na sigla em inglês) também divulgou um alerta aos fabricantes, usuários e técnicos de ar-condicionado sobre os riscos associados ao uso de hidrocarbonetos em sistemas de climatização que não foram concebidos para operar com fluidos dessa natureza.

Segundo recente reportagem publicada pelo Blog do Frio, a polícia federal norte-americana (FBI) apura a ocorrência de possíveis incêndios fatais e, inclusive, já prendeu um acusado de comercializar dezenas de milhares de dólares de um refrigerante com propano (R-290) em sua composição, anunciado como “substituto” do R-22.


 

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Compartilhe.